45

Nov 7, 2015
Oi flor, esta é a última carta que te escrevo. Quando você estiver lendo isso, já estarei longe. Sim, eu tô indo embora. Tudo na cidade cinza me faz lembrar você e não sei por quanto tempo mais aguento isso. Eu te plantei, reguei, cuidei... mas no final meu jardim era feio e cheio de cicatrizes demais para você chamar de lar. Então, eu tô indo embora. Eu não vou voltar. Lembra quando ele disse que certas coisas ficam mais bonitas quando viram lembranças? A sua ainda me dói, mas um dia isso passa. Ao menos, é o que todo mundo fica me dizendo. Espero que teu novo jardineiro entenda tudo o que você significa. P.s: cuidado com as lagartas. Adeus.

No comments:

Post a Comment